Menu Fechar

Balancete, como se lê?

Balancete

Como o prometido é devido, vamos aprender a ler a primeira demonstração financeira: o Balancete.

O Balancete não é propriamente uma Demonstração Financeira, é antes um resumo de todas as contas da contabilidade.

Não é algo complicado de ler. Pode parecer complicado quando olhamos para um balancete, mas até é simples de ler.

Dependendo do fabricante do software de contabilidade, os balancetes também podem diferir. Uns apresentam apenas os valores acumulados, outros apresentam também os valores do período. A coluna para onde vamos olhar depende do que queremos saber, se os valores do período, se os valores acumulados.

As Rubricas do Balancete

Os balancete apresentam uma série de códigos de contas, que estão estruturados segundo uma lógica. O 1º dígito mostra a categoria da conta, a saber:

  • 1 – Meios Financeiros Líquidos
  • 2 – Contas a Receber e a Pagar
  • 3 – Inventários
  • 4 – Investimentos
  • 5 – Capital Próprio
  • 6 – Custos
  • 7 – Proveitos
  • 8 – Resultados

Sendo assim, encontramos em cada Classe:

  • 1 – encontramos a Caixa e Depósitos Bancários.
  • 2 – encontramos Clientes, Fornecedores, Estado, Sócios e Créditos.
  • 3 – encontramos os Inventários.
  • 4 – encontramos os Investimentos Financeiros e Imobilizados.
  • 5 – encontramos o Capital Próprio.
  • 6 – encontramos os Custos com a actividade, como Fornecimentos e Serviços Externos, Custos com o Pessoal, Amortizações, Custos Financeiros, Outros Custos.
  • 7 – encontramos os Proveitos, como Vendas, Prestações de Serviços e Outros Proveitos.
  • 8 – encontramos os Resultados apurados no final do ano.

Cada rubrica vai-se desmultiplicando em várias contas, como por exemplo a Classe 1:

  • 1
  • 11 – Caixa
  • 111 – Caixa A
  • 12 – Bancos
  • 121 – Banco A

Isto é válido para todas as contas presentes no Balancete.

Os Valores constantes no Balancete

Cada conta tem valores a Débito, a Crédito e Saldo. Para uma leitura mais superficial, devemos olhar apenas para os saldos, por exemplo, no Banco A, temos 1000€ a débito, 750€ a crédito e um saldo de 250€, significa que temos 250€ no Banco A, sendo assim o mais importante o valor do saldo.

A titulo de exemplo, podemos olhar também para a conta de clientes. O saldo da 21 apresenta 1300€, o que significa que os clientes nos devem 1300€, mas que clientes? Então vamos verificar os saldos do desdobramento da conta 21, sabendo desta forma quanto nos deve cada cliente.

Em Resumo

Olhando para as Contas e os Saldos no Balancete, conseguimos então saber coisas como: saldos de caixa, de bancos, dividas de clientes, dividas a fornecedores, valores de impostos a pagar, compras de mercadorias, gastos em publicidade, em salários, em material de escritório, em vendas, etc.

Desta forma conseguimos analisar a nossa empresa de forma simples. O Balancete não é um “bicho de 7 cabeças”, sendo um mapa que nos pode dar muita informação. Não é à toa que é muitas vezes pedido por entidades bancárias para análise das contas da empresa.

De uma forma superficial, é assim que se lê um balancete.

Se tiver questões ou sugestões sobre este tema, comente o artigo ou contacte-nos!

Partilhar

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *