Preço do meu Produto, como definir?

Preço dos Produtos

Olá Empreendedores. Hoje vamos falar sobre a problemática da Definição do Preço de Produtos.

Em primeiro lugar, há que distinguir entre produtos “normais”, produtos de alto volume de venda e produtos de preço alto.

Recomendo que aplique a regra das 3x para definir o preço do seu produto.

Tenha um produto que permita aplicar um multiplicador de três (ou até de quatro), ou seja, três ou quatro vezes o seu custo de produção (excluindo IVA). Assim consegue garantir que vai ter a margem certa para ter fundos para investimento na produção de conteúdos, publicidade online, equipa, despesas fixas e que garanta o retorno do investimento. Não se esqueça te você também tem de ser remunerado.

Produtos de volume de vendas alto, ou com preço alto, já permitem margens mais baixas. Se tiver um volume alto, vai ganhar muito, pouco de cada vez. Se tiver um preço muito alto, vai ganhar pouco, muito de cada vez (como acontece no mercado automóvel).

Um dos motivo porque muitas Empresas vão à falência, é a errada definição do preço de venda. Na esperança de tornar os produtos com alta rotatividade, colocam preços baixo. O problema é que enquanto isso não acontece, tem de se ter um fundo de maneio muito grande para cobrir todas as despesas e investimentos.

Se estiver na fase de desenvolvimento de um negócio, o ideal é ter um mix de produtos que abranja os três tipos de produtos, mas o “normal” é ter e desenvolver um produto que garanta uma boa margem. Só assim se consegue gerar capital para reinvestir no negócio, pois os negócios têm de ser “alimentados”, é importante também que tenha capital para cobrir os custos fixos e variáveis.

Vamos dar inicio a um conjunto de artigos que o vão ajudar a desenvolver melhor o seu negócio.

Autor

Luis Duarte
Luis Duarte
CEO da Numeraura Contabilidade
Contabilista Certificado e Consultor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Post comment

%d bloggers like this: